12 de abril de 2011

RENÚNCIA


Eu sou mais um
Mas viverei em muitos

Renuncio a mim
A esta confusão na sala

Esforço inicial para subir
E ver o sol nascer

Na vastidão
Das cenas desabitadas

Manoel Olavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MARAVILHAS

Antes de morrer Rejuvenesça! Inato, ligeiro Seja sempre seu O primeiro sonho O último grito O imprevisto fato. A capa de cristal Par...