19 de novembro de 2014

ENFIM SÓS

Ela virá
Iluminando a madrugada

Aurora boreal
Mar de quilobytes

Ela virá
Jamais ambígua

Muitas virão
Cheias de si
Porém etéreas

Ela virá
A cada instante prometida

Juntos nós caminharemos
Na infohighway


Manoel Olavo

16 de novembro de 2014

PANORAMA DO MAR



A nau -
Debaixo dela
Um mar de
Rochedos e rotas

Ondas
Do mar:
Um cristal
Que se rasga

A mão
Inclinada
Fende a
Superfície

Sulco
De ar
Separando
As águas

O mar
É isso:
Um cavo grito
Dizendo volta

Plantar em ti,
Bússola frágil,
O tempo, a morte,
A face do possível.


Manoel Olavo

UM POEMA DE AMOR

São bocas e olhos e auras e gotas E pernas entrelaçadas Fluente transbordante Minha alma brilha Nesta nova cor que vem da tua ...