24 de setembro de 2014

ASSIM SOMOS NÓS

A linha
Indivisível opera
Entre a decisão do nome
E a noite escura lá fora

Prepara frases
Reúne fragmentos
Salva palavras caídas
No precipício

Tesouro imperfeito:
Meu esforço é a
Sua lenta espera

Atenta ela vem
E se apodera
De quem a invoca

A musa em milhões de sóis
                            [imaginada

Assim somos nós
Filhos do mar
Da água e do sal
Presos num deserto
Em busca de poesia

Comensais da palavra
Buscando a loucura
Das sensações


Manoel Olavo

UM POEMA DE AMOR

São bocas e olhos e auras e gotas E pernas entrelaçadas Fluente transbordante Minha alma brilha Nesta nova cor que vem da tua ...