28 de agosto de 2012

MÃOS E VERSOS



Nas mãos

O gesto mínimo


Adiante

O labirinto


Letras gotejando

Pelas fendas


E as mãos

Sob um céu

De versos



Manoel Olavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AMOR, TUA VOZ CARREGA O SOM DA ETERNIDADE

No mais belo dos dias Amor, sei que virás Estrela branca e tátil Viajante revelada No rumo do infinito Opala que se mov...