21 de junho de 2010

TEOREMA OCULTO

Acaso
Vem do céu
Uma resposta?

O corpo é meu
E a alma retorcida

A criação
Uma paródia submissa

Do limite do gozo
À herança da criatura
Faz-se a distinção
Entre o nada
E coisa nenhuma

Manoel Olavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AMOR, TUA VOZ CARREGA O SOM DA ETERNIDADE

No mais belo dos dias Amor, sei que virás Estrela branca e tátil Viajante revelada No rumo do infinito Opala que se mov...