12 de maio de 2012

AMO-TE POR FIM

Amo-te por fim
E neste enigma
Te desejo minha

Amo-te colossal
E tudo quanto há
Vai ao teu encontro

Nada mais existe
Em que não haja
O teu lado avesso

Pensei que fosses
Encanto passageiro
Mas és real, nutriz

Alívio em afeto
Transformado

Olho que me espalha
Em mil espelhos

Sabia-te mais do que pedira
Sabia-te mais do que sonhara
Medida voraz de todos os incêndios

Amo-te assim um amor sem erros
Maduro e desnudo
E querendo-te demais te levo
Por dias de voar ao rés do sonho


Manoel Olavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MARAVILHAS

Antes de morrer Rejuvenesça! Inato, ligeiro Seja sempre seu O primeiro sonho O último grito O imprevisto fato. A capa de cristal Par...