14 de março de 2011

PANORAMA DO MAR



A nau -
Debaixo dela
Um mar de
Rochedos e rotas

Ondas
Do mar:
Cristal
Que se rasga

A mão
Inclinada
Fende a
Superfície

Sulco
De ar
Separando
As águas

O mar
É isso:
Um cavo grito
Dizendo volta

Plantar em ti,
Bússola frágil,
O tempo, a morte
A face do possível

Manoel Olavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

POEMA DO RAIO DE LUZ

Um poema Feito de feixes De raio de luz No vidro encantado Única Maneira de ver A paixão silenciosa Atrás do segredo dela Pele Pe...