22 de julho de 2010

SEM TÍTULO

Se olhar com calma

Dá pra ver algo raro:

Uma era

Em pedaços


Manoel Olavo

Um comentário:

AMOR, TUA VOZ CARREGA O SOM DA ETERNIDADE

No mais belo dos dias Amor, sei que virás Estrela branca e tátil Viajante revelada No rumo do infinito Opala que se mov...