7 de abril de 2012

PERDI A HORA





Perdi a hora
Não dá pé
Me deu medo

A cidade
Tomba

O quarto
Roda

A semana
Passa

Tudo está em mim
Como tela
Mas estou ausente

O tempo
De esperar
Passou


Manoel Olavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

UM POEMA DE AMOR

São bocas e olhos e auras e gotas E pernas entrelaçadas Fluente transbordante Minha alma brilha Nesta nova cor que vem da tua ...