29 de junho de 2013

ESTRANHA ROMA TROPICAL


Estranha Roma tropical
Onde gladiadores gingam
E a multidão consagra
Seu jogo de futebol

Estranha Roma tropical
Onde senhores fodem
Escravos às escondidas
E bastardos são maioria

Estranha gente rude
Atrás da imagem que
Decifre o enigma de
Euforia e depreciação

Estranho país sem pai
Procurando por um no
Mito sebastianista ou
No drama do folhetim

Estranha Roma tropical
Rito de dança e suor
Banzo dentro da alma
Tira o gosto de pensar

Estranha Roma tropical
De povo multicor sem
Medo do ridículo, tribo
Imersa, abismo, incêndio

Estranho mito cordial
Onde o coração comanda
O coqueiro que dá coco
No sufoco à beira mar

Estranho arco-íris do caos
Sonhando ser New Jersey
Dores de latinoamérica
No novo cenário em HD

Estranha Roma tropical
Insulfilm na casa grande
Gangues de aventureiros
Sem fé sem lei sem rei

Estranha Roma tropical
Mesquinha e opulenta
Seu amor incomparável
É uma ilusão de ótica


Manoel Olavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MARAVILHAS

Antes de morrer Rejuvenesça! Inato, ligeiro Seja sempre seu O primeiro sonho O último grito O imprevisto fato. A capa de cristal Par...