17 de janeiro de 2012

SEMIÓTICA VOTIVA

semiótica votiva
time is money
mais é lama lema
luz a mis claves
de vislumbre sina

absinto no céu
bólido de azul
sismo em cisco
anil triz colidia

antevê-la, fibra pálida
célula de espinha bífida
palavra cílio da Ilíada

entranha resplan-
dente criatura
vau de mito analítico
design do hiato

franja do peso morto
gineceu de pã aos
pés da deusa úmida
nua maré de amor
íntima fissura


Manoel Olavo

Um comentário:

  1. proparoxitonamente perfeita: íntima e ótima rsrs...adoro esse entremear sonoro! abraços meus

    ResponderExcluir

POEMA DO RAIO DE LUZ

Um poema Feito de feixes De raio de luz No vidro encantado Única Maneira de ver A paixão silenciosa Atrás do segredo dela Pele Pe...