3 de fevereiro de 2013

RAPAZ



Foi-se o tempo das histórias, rapaz,
Das longas conversas na mesa de bar
Da esperança de ser o que não é

Se pelo menos, rapaz,
Houvesse alguém para conversar

Todos, porém, já foram embora
Ou parecem terrivelmente ocupados

À esta altura do campeonato, rapaz,
Nem a si mesmo este seu riso convence


Manoel Olavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MARAVILHAS

Antes de morrer Rejuvenesça! Inato, ligeiro Seja sempre seu O primeiro sonho O último grito O imprevisto fato. A capa de cristal Par...