22 de junho de 2017

POEMA DO RAIO DE LUZ

Um poema
Feito de feixes
De raio de luz
No vidro encantado

Única
Maneira de ver
A paixão silenciosa
Atrás do segredo dela

Pele
Pele clara arrepiada
Pede calma à alma
Esparramada no chão

Enquanto
As mãos não se tocam
Tudo em nós respira
E o olho enfim aflora

O mundo
Inteiro brilha
Se o raio de luz
Vem acariciá-lo

Manoel Olavo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

POEMA DO RAIO DE LUZ

Um poema Feito de feixes De raio de luz No vidro encantado Única Maneira de ver A paixão silenciosa Atrás do segredo dela Pele Pe...