19 de maio de 2011

AMOR TUA IMAGEM VEM


Amor, tua imagem vem
E logo se revela
Eu te distingo, enfim
Em corpo, voz, semblante

Amor, tua imagem vem
Na voz antes sonhada
Na aurora azul, na terra
Que a gota lenta enxágua

Contudo estou feliz
Porque és imaginada
E, concebida, amo-te
Ainda mais e sempre

Amor, eu sei que vens
Na hora combinada
No mais belo dos dias
A mim tu chegarás

Estrela branca, tátil
Opala que se move
Chama na noite, onda
Desintegrando a terra

Amor, tua imagem vem
E se desfaz aos poucos
Eu te descubro, amor,
Em mim - és minha falta

Meu atol, minha amante
Minha fenda, meu traço
Amor, tua voz carrega
Um som de eternidade

Manoel Olavo

Um comentário:

POEMA DO RAIO DE LUZ

Um poema Feito de feixes De raio de luz No vidro encantado Única Maneira de ver A paixão silenciosa Atrás do segredo dela Pele Pe...